Mitos e verdades sobre a enxaqueca

Cerca de 95% das pessoas terão, no mínimo, uma crise de enxaqueca ao longo da vida. No entanto, há muitas dúvidas sobre o que realmente desencadeia a enxaqueca. Conheça abaixo alguns mitos e verdades sobre o problema:

• A enxaqueca é sempre hereditária? Mito

Embora existam casos de enxaqueca claramente familiares é comum que indivíduos desenvolvam episódios de enxaqueca, esporádicos ou crônicos, sem que existam membros na família com uma dor semelhante.

• A enxaqueca melhora durante a gravidez? Verdade

Caracteristicamente, a enxaqueca é muito mais frequente em mulheres do que homens justamente porque nelas, as flutuações hormonais servem como fator desencadeante e agravante da dor. Durante a gestação, entretanto, a grande maioria das mulheres experimenta um alívio das suas crises, em particular, no segundo e terceiro trimestres.

• A enxaqueca só acontece em adultos? Mito

A enxaqueca pode ocorrer em qualquer faixa etária, por exemplo, crianças e adolescentes, quando é mais comum em meninos que meninas, e pode ocorrer pela primeira vez em indivíduos acima de 60 anos. Esta, entretanto, não é uma situação comum e, normalmente, é necessária a realização de uma investigação complementar por imagem, a fim de excluir outras causas potencialmente mais graves e que iniciam na terceira idade.

• Muito remédio para dor de cabeça (enxaqueca) provoca mais dor de cabeça? Verdade

Existem diversas estratégias para tratar a enxaqueca, mas uma das principais é cortar o uso excessivo, muitas vezes abusivo, dos analgésicos. Isto perpetua um ciclo vicioso de sensibilização periférica que auxilia a perpetuar a enxaqueca.
Fonte: ABNeuro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *